Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Saudades não vividas

Tarde nublada, chuva serena
música e cenário para sonhar

Sou levado a nosso último refúgio
sinto o calor da lareira espalhando cheiro de amor

Pretexto mil para corpos juntos e sorrisos
nos perdíamos no entrelaçar de braços e pernas

Sensação de prazer intenso e infinito
orvalho caindo, respiração apressada

Nos teus olhos palavras que não sei dizer
na tua boca desfaleço de desejos

Teus lábios são insaciáveis
tua língua hábil e sutil

Absorves minha força e domínio
resistir, impossível

Vencido busco abrigo em teus braços
me acolhe em teu seio

Nestas tardes todas me envias saudades
Momentos que ainda hei de viver